HomeMercolux Conservação de Energia

Conservação de Energia

Conservação de Energia

O segmento de iluminação pública no Brasil registra elevados níveis de desperdício. A conservação de energia neste setor é de fundamental importância neste período de crise de energia. Portanto, se torna necessário observar os principais fatores para a conservação de energia, bem como, a eficiência dos conjuntos de iluminação que compreendem: lâmpadas, luminárias, reatores, controles automáticos e ainda a manutenção:

chart3
Valores médios encontrados devido a variação de marcas e potências dos tipos de lâmpadas.
  • A utilização de lâmpadas mais eficientes tendo como primazia, lâmpadas de descarga de alta intensidade, tais como: lâmpadas vapor de sódio (luz amarelada) e lâmpadas vapor metálico (luz branca), que proporcionam melhores condições de iluminação com um menor consumo de energia. Estas lâmpadas utilizadas na iluminação pública se tornaram uma tendência mundial, pela economia de energia e o desempenho luminotécnico superior que oferecem em relação às lâmpadas vapor de mercúrio, mistas ou até incandescentes utilizadas no passado.
    A eficiência de uma lâmpada é medida pelo quociente entre o fluxo luminoso, medido em lumens, e a potência elétrica consumida para se obter um dado nível de iluminância desejado. Quanto maior o valor deste quociente, maior a sua eficiência, promovendo uma economia energética e financeira.
    Veja na seção Retrofit a eficientização, a economia e os valores que são obtidos somente com a substituição das lâmpadas e equipamentos auxiliares sem prejudicar o nível de iluminância, promovendo até a melhoria da qualidade da iluminação com o aumento dos valores em lux médios obtidos.

    ____________________________________________________

    Chave de comando em grupo e relés fotelétricos térmicos.

    Controles Fotelétricos

constroles-foteletricos

A utilização de equipamentos automáticos e inteligentes de comutação na iluminação, que ligam e desligam o ponto de luz nos horários mais apropriados. A utilização destes equipamentos automáticos de iluminação, possibilitam a redução automática do consumo em determinadas horas, promovendo uma significativa redução da demanda de energia elétrica no sistema de distribuição como um todo.
Ver mais detalhes na seção Comutação deste segmento.

____________________________________________________

luxpackofusc2

Luminária com refletor interno de alumínio com grau de pureza de 99,5%.

A utilização de luminárias mais eficientes na iluminação pública é de vital importância, pois, este equipamento pode otimizar ou gerar perdas do fluxo luminoso emitido pela lâmpada, dependendo do grau de pureza do seu refletor e de sua curva fotométrica. O aproveitamento das lâmpadas mais eficientes em uma luminária que não possa otimizar o fluxo luminoso, reflete em perdas nos níveis de iluminância do ambiente e no consequente comprometimento da percepção do campo visual.

____________________________________________________

reatores

Reatores com capacitores de fator de potência > 0,92.

A utilização de reatores de alto fator de potência na iluminação pública proporciona um melhor aproveitamento da energia ativa, devido ao capacitor, incorporado no equipamento, armazenar a energia necessária para produzir sua indução ou ignição inicial. Este simples procedimento pode reverter desperdícios gigantescos com energia reativa no Brasil. Devido a grande quantidade de instalações que ainda utilizam reatores de fator de potência abaixo de 0.92, este valor foi fixado pela portaria 1569 de 1993 do então DNAEE, atual ANEEL. As perdas financeiras para os municípios gira em torno de 170 milhões de reais/ano a 490 milhões reais/ano, em dados recentes. Considerando-se um fator de potência médio entre 0.712 e 0.5. A liberação de potência ativa, em função da correção deste fator de potência compreende entre 466 e 1342 MW, que em energia perdida resulta em valores entre 2 e 6 milhões de MWh/ano. A substituição dos reatores de baixo fator pelos de alto fator de potência resultaria em uma economia muito significativa, veja o gráfico abaixo:

GRAFICOPerdas2

____________________________________________________

manutencao-preventiva

Linha do tempo ilustrativa representando a manutenção preventiva.

A Manutenção Preventiva na iluminação pública tem por objetivo evitar o desperdício de energia com equipamentos, que ao longo de sua vida útil geram perdas naturais pela depreciação do seu uso prolongado. Bem como, a limpeza das luminárias, substituição das lâmpadas que já ultrapassaram se tempo de vida útil, troca de relés e reatores defeituosos.

Ponto importante a se observar já no momento da instalação é o direcionamento do sensor fotelétrico, o mesmo deve ser direcionado corretamente para a direçã SUL, quando no hemisfério SUL, e para o NORTE quando no hemisfério NORTE. Outro ítem que deve se evitar sempre quando possível são sombras causadas pela vegetação e edifícios, que podem interfirir no horário da operação.

A manuntenção deve ser permanente para evitar luzes acesas durante o dia. Todavia já existem disponíveis relés fotelétricos como o modelo RFO/98 onde o mesmo em caso de falha, as lâmpadas permanecen apagadas em qualquer situação de dia e de noite, não prejudicando a imagem da prestador de serviços. Neste caso todavia a manutenção é muito importante para a garantia do serviço.

Localização

R. Ari Barroso, 203
Parque Boa Vista I
D. de Caxias
RJ, 25085-480

Telefones


(21) 25 16-5630
(21) 3842-6005
(21) 3842-6006

Redes Sociais

Siga-nos

Email

envie-nos uma mensagem

comercial@mercolux.com.br

MERCOLUX Todos os direitos reservados. Desenvolvido por INFINITY MARKETING