HomeMercolux Técnicas de Iluminação de Vias

Técnicas de Iluminação de Vias

Técnicas de Iluminação de Vias

ADEQUAÇÃO DAS TÉCNICAS – O propósito nesta seção é fornecer alguns critérios técnicos primordiais e os procedimentos necessários para adequar a iluminação pública em vias de tráfego ( áreas públicas com trânsito de veículos e pedestres ).

Cuidados Preliminares: Após analisar as páginas deste segmento de iluminação pública, inclusive as características dos produtos, e antes de adquirir qualquer equipamento, é necessário avaliar os seguintes requisitos essenciais:

  • O ambiente à iluminar discriminando vias, praças, parques, praias, monumentos, etc;
  • A iluminância adequada para cada ambiente, segundo a NBR5101 da ABNT;
  • Os equipamentos existentes, afim de agilizar o trabalho e viabilizar a manutenção futura.

A iluminação pública é um serviço essencial tanto para os centros urbanos como áreas periféricas, por contribuir para a segurança da população e para o tráfego de veículos. Promover iluminação adequada para ruas, avenidas, alamedas, pontes e túneis e demais logradouros públicos, propricia condições para o desenvolvimento econômico e o intercâmbio das pessoas. É importante também para a imagem da cidade, favorecendo o turismo e o lazer da população. Basta lembrar que Paris é conhecida como a cidade luz, por ser umas das cidades mais bem iluminadas no mundo.

paises

ILUMINAÇÃO DE VIAS DE VEÍCULOS MOTORIZADOS

Na iluminação de vias motorizadas é necessário observar os seguintes aspectos:

1. Orientação Visual

A facilidade para a orientação visual engloba todas as medidas que possam proporcionar ao usuáro da via, um conhecimento preciso e imediato do seu curso, sobre uma aceleração que depende da velocidade máxima do trecho analisado.

Contrastes Excessivos – Em uma via não iluminada a orientação visual é restrita ao alcance dos faróis dos automóveis, que podem causar ofuscamentos no sentido oposto da pista, devido ao uso de “faróis altos” e o acentuado contraste com o escuro. No entanto, a existência de iluminação adequada numa via, inibe naturalmente o uso dos “faróis altos”, pois não há a necessidade de projetá-los à frente para visualisar os contornos da estrada e do tráfego.

orientacao-visual
Fixação Apropriada dos Pontos de Luz
– uma distribuição de iluminação que segue o curso da via, melhora a orientação visual e portanto, contribui para a maior segurança e o conforto visual dos usuários. Deve-se notar também que cabe não só providenciar uma orientação visual mais adequada através da iluminação pública, mas evitar a “orientação falsa”, resultado de um mal projeto.

Uma orientação clara do traçado da estrada é obtida colocando-se os postes ao longo da curva externa. A ilustração “A” mostra uma curva onde não é considerada esta característica. Mas, na ilustração “B” vê-se a mesma curva, porém com os postes dispostos simetricamente ao longo da curva externa. Neste caso, a superfície da estrada adquiri uma maior uniformidade perante a visão, fato de extrema importância para evitar acidentes, além do traçado da estrada ficar claramente indicado pela linha das luminárias.

curva

2. Campo Visual

Deve-se evitar que o foco de luz incida diretamente na visão dos usuários, pois isto provocará o fenômeno indesejado do ofuscamento. Este incoveniente pode ser evitado através do controle dos níveis de iluminância no campo visual

O campo visual pode ser definido como a extensão angular do espaço no qual um objeto pode ser percebido, quando a cabeça e os olhos estão parados. Em outras palavras é o limite do alcance da visão de cada olho, e o campo binocular relativo a ambos os olhos.

figura1

Na figura 1 – num plano vertical (A,A’), paralelo e na altura dos olhos, 60º acima e 70º abaixo, e num plano binocular (B,B’), no campo binocular, aproximadamente 120º, tendo em seus limites laterais de visão o início do campo em 30º.

Na figura 2 – apresenta-se a zona de ofuscamento, entre 80º e 90º, para os condutores de veículos, devido ao posicionamento das luminárias. O que determinará o nível do ofuscamento será a intensidade luminosa emitida nesta faixa de ângulo, tendo níveis que vão do intolerável ao imperceptível.

3. Adaptação da visão

A adaptação é uma das funções desempenhadas pela visão. É o processo no qual o estado do sistema visual é alternado quando exposto a estímulos com luminosidade e distribuição espectral variáveis ( diferentes cores ). Em outras palavras, refere-se à forma como o olho humano se adapta a contínuas e diferentes intensidades de luz e cor. Considerando que a visão necessita de um certo tempo para se adaptar a diferentes níveis de luminosidade, na passagem da visão fotópica para a visão escotópica e vice-versa, a existência de sucessivas regiões claras e escuras em uma via pública, ocasionando o fenômeno do “zebramento”, que pode causar fadiga visual ao motorista, constituindo-se em um grande fator de risco de acidentes

zebramento
Figura representativa do efeito do “zebramento”.

É importante ressaltar que a utilização de lâmpadas de fluxo luminoso elevado em baixas alturas de montagem pode comprometer o projeto e ocasionar também o “zebramento“. Para evitar que isto ocorra devem ser observadas as relações entre fluxo luminoso e altura de montagem e distâncias apresentadas abaixo pela fórmula e tabela abaixo

HM > L    e    E < 3.HM

HM = altura de montagem
L = largura da via
E = espaçamento entre os postes
altmont2

Relação altura de montagem em função do fluxo luminoso

col1

Obs: Os valores dos fluxos luminosos não levam em conta ainda a eficiência do refletor da luminária. Este aspecto pode causar uma perda de rendimento em torno de 50% no fluxo luminoso da lâmpada.

Iluminação de Túneis

A iluminação de túneis é outro exemplo crítico para a consideração do fenômeno de adaptação. Devido a acentuada diferença de luminosidade que pode existir dentro e fora de um túnel, é necessário implantar um sistema de iluminação adequada, para que tanto no período diurno quanto noturno, essa diferença seja a mínima possível. Este tópico relevante é determinado pelo fator de uniformidade em toda a extensão de uma via pública, além da manutenção das características de temperatura de cor das lâmpadas.

O olho humano necessita de um período de tempo para a adaptação visual quando entram e saem de túneis. Desta forma, durante o dia, as entradas e saídas deverão ser melhor iluminadas que sua parte interior. Durante à noite ocorre o inverso, as entradas e saídas deverão possuir menores níveis de iluminância que a parte central, de forma a ajustar, aproximadamente, a iluminância interna e externa das vias públicas.

figura2
ILUMINAÇÃO DE ÁREAS RESIDENCIAIS E DE PEDESTRES

As recomendações para iluminação de caminhos públicos para pedestres poderão ser comparadas as de iluminação de vias de tráfego, sendo ambas projetadas para facilitar a movimentação e reconhecimento durante a noite. Existem portanto três pontos principais de diferenças:

  • Adaptação Visual – comparado com veículos motorizados, os pedestres se deslocam relativamente mais lentos, e isto significa que o olho tem mais tempo para se adaptar às mudanças na iluminância e suas uniformidades, portanto a adaptação é menos crítica que no caso do trânsito mais veloz.
  • Nível de Iluminância – comparando com os motoristas, que além da iluminação da via possuem os faróis dos automóveis para auxiliá-los, os pedestres tem somente a iluminação pública para ajudá-los, portanto o valor mínimo desta iluminação é de grande importância.
  • Segurança – o pedestre deverá se sentir mais seguro e protegido em seus arredores, de maneira que a iluminação deverá permitir o reconhecimento facial dos demais indivíduos que estão em suas proximidades. Neste aspecto a iluminação pode inibir a ação de criminosos. (*)
  1. figura3
  2. (*) A NBR5101 da ABNT determina os níveis adequados para possibilitar o reconhecimento facial, à partir de uma distância que torne possível uma atitude de defesa numa situação de perigo. Ver tabela abaixo:

col2

Localização

R. Ari Barroso, 203
Parque Boa Vista I
D. de Caxias
RJ, 25085-480

Telefones


(21) 25 16-5630
(21) 3842-6005
(21) 3842-6006

Redes Sociais

Siga-nos

Email

envie-nos uma mensagem

comercial@mercolux.com.br

MERCOLUX Todos os direitos reservados. Desenvolvido por INFINITY MARKETING